Sejam Bem Vindos ao Blog Twilight A Saga Contínua!!! Comentem As Fics!

Capitulo 25 - Esperança


(POV Jacob)


Eu estava me recuperando da inconsciência, conseguia pensar outra vez. Mas não com muito sucesso, pois ainda havia confusão e dor...
Apesar de estar confuso e de não conseguir pensar direito. Minha mente vagava pela imagem dela... Minha Nessie. Sorrindo pra mim. Era um pensamento feliz, mas que logo seria interrompido pela realidade... A horrível e cruel... Realidade. Onde ela não está comigo.
Sua imagem passava repetidas vezes por minha mente. Seus lindos cabelos cor de bronze caídos em lindos cachos por seu rosto, seu lindo rosto com cada traço esculpido pelos deuses, seus lindos olhos castanhos... Achocolatados... Com toda aquela profundidade e paixão contida neles. Eu via seu rosto... Ora sorrindo, ora envergonhada, ora brava, ora maliciosa... Ela era maravilhosa, não existe ninguém como ela. Não existe ninguém que me faça feliz apenas com um sorriso, igual a ela. Não existe pessoa tão bela, meiga e carinhosa como ela. Sem ela eu não existo... Eu não sou nada. Ela é minha luz, e sem ela eu fico somente na escuridão... Perdido na escuridão.
Me lembro como se fosse ontem de todos os nossos momentos juntos... De quando decidi estar com ela do que com minha família...
~~~~~~~~~~~Flash Back~~~~~~~~~~
Eu havia acabado de ficar com Nessie e estava voltando pra La Push, até que Edward conversou comigo e me contou que eles se mudariam, e levariam minha Nessie de mim...
Fiquei angustiado por aquela noticia, e passei dois dias pensando numa solução, sem ao menos ter ido visitar minha pequena, que ligava constantemente pra saber porque não fui. Mas eu estava muito triste e angustiado, e não queria que ela me visse assim.
Passei as noites em claro nesses dias, pois me recusava a dormir sem pensar numa solução.
Até que criei a idéia de me mudar com eles. Pois eu faria qualquer coisa pra estar perto dela...
Convoquei uma reunião com Sam e minha matilha na mesma hora (de madrugada) e acertamos tudo.
Cheguei em casa e me joguei na cama, enfim me entregando ao sono. Quando acordei já estava me preparando pra vê-la, e Rachel me disse sobre sua ligação. E isso só aumentou mais minha ansiedade pra te-la em meus braços.
Cheguei sorridente a casa dos Cullen, junto com o Dr.Carlisle, mas minha expressão caiu quando a vi chorando e sofrendo.
Eu não sabia o que podia ser... Mas deveria ser algo ruim, já que era difícil ela chorar.
Eu sempre a confortava... Eu era seu protetor quando criança e agora eu era como seu melhor amigo, que a ajudava em seus momentos difíceis... Pois eu daria minha alma só pra ver aquela dor ir embora, e seu lindo sorriso voltar á seu rosto.
Ela se acalmou. E após alguns momentos de enrolação, tudo foi esclarecido e estávamos nos mudando para o Alasca.
Eu estava um pouco triste por deixar meus amigos, meu lar, e meus amigos. Mas ficava satisfeito ao ver o sorriso brilhando no lindo rosto de minha pequena. Era isso o que mais importava pra mim agora.
Fomos ao colégio, pois Nessie já poderia freqüentar a escola. Fiquei nervoso ao perceber que os humanos a viam com outros olhos, e não enxergavam sua pureza e inocência.
Mas até eu comecei a enxergá-la com outros olhos, após quase nos beijarmos na floresta. E finalmente percebi que ela havia crescido e se tornado uma linda mulher. A mulher da minha vida. A partir daquele momento, meus sentimentos se tornaram mais fortes e eu fazia de tudo pra me controlar e não tomá-la em meus braços.
Mas mesmo ainda não sendo correspondido, me contentei com sua amizade, pois pelo menos ela estaria perto de mim. Mas tudo isso desmoronou quando Bella resolveu lhe dizer a verdade sobre o “imprinting”.
Eu me desesperei. Pois Nessie saberia da verdade, descobriria que menti pra ela todos esses anos, e o pior... Descobriria que eu a amava, e ela não sentia o mesmo por mim, então se sentiria na obrigação de me amar. E isso seria imperdoável, pois eu nunca tiraria sua vida assim. Pois seria muito egoísta de minha parte, e eu sempre quis que ela tivesse uma escolha.
Mas o que eu não sabia, é que ela me correspondia da mesma forma. Mas já era tarde, pois eu já havia voltado pra casa.
Ordenei a Seth que mentisse para os Cullen sobre mim. Enquanto eu me afogava em minhas magoas e dor.
Durante um mês, vivi na base da água e não dormia um minuto sequer. Pois sempre aquela imagem perfeita vinha pra me atormentar e esfregar na minha cara que nunca seria minha.
Meus amigos tentavam me animar, meu pai tentava me influenciar e Rachel tentava me consolar... Mas eu não me importava... Era como se eu não existisse mais, como se não tivesse mais sentimentos... A não ser a dor.
Às vezes eu ficava tão angustiado que acabava perdendo o controle e me transformava, mostrando á todos minha dor e angustia.
Eu não queria ser um peso pra ninguém, mas não conseguia me controlar em nada. Tudo simplesmente acontecia... Eu não programava meu corpo pra fazer nada, ele só fazia automaticamente. Enquanto todo o meu “eu” se concentrava na dor.
Durante todo esse tempo, eu tinha alucinações com Nessie, pensando que ela estivesse comigo. E depois caia em prantos ao perceber que era somente minha imaginação.
A dor era insuportável, eu não agüentava mais viver assim... Se é que estar sem ela é viver... Estar vivo...
Mas então ela me encontrou, ela veio até mim. E dessa vez não era alucinação, era mesmo ela...
Aquele foi o dia em que voltei a viver e descobri a verdade sobre seus sentimentos.
E pela primeira vez senti seus lábios nos meus e percebi que finalmente eu receberia seu amor, foi a melhor sensação do mundo... Eu me sentia inteiro de novo... E feliz.
Fiquei feliz ao ver que meu amigo Seth conseguiu sua companheira eterna, e mais feliz ainda por ela ser como uma irmã pra minha Nessie.
A dor de perde-la foi tão grande, que eu não suportava ficar longe dela nem um cm. E toda vez que ela se afastava, eu sentia como se aquela dor fosse voltar. Mas aos poucos fui me recuperando do pior trauma de minha vida e fui voltando ao meu estado normal, com a ajuda de minha Nessie, que dedicava todo seu tempo pra me fazer sentir melhor. Reconstruindo o Jacob que um dia fui, e juntando os cacos, me trazendo de volta. Pois finalmente havia alcançado minha felicidade, com a mulher da minha vida e não existia mais motivos pra sofrer.
Voltamos pro Alasca e continuamos nossa rotina.
O tempo passou e chegou o aniversário de minha princesa. Seu ultimo aniversario, aquele que oficializaria sua eternidade. O dia mais importante da vida dela.
E logo o tornei o dia mais importante de nossas vidas, a pedindo em casamento. Ela seria oficialmente minha... Por toda eternidade.
Eu queria gritar, pular, dançar de tanta felicidade que sentia. Era o momento mais perfeito da minha vida... Havia conseguido tudo que realmente me importava. Estava explodindo de tanta felicidade.
Mas o destino cruel resolveu me tirar a alegria, e tirando minha vida de mim.
Estávamos tão ligados um no outro, que ficar longe dela. Era como se eu não estivesse vivo. Como se eu fosse um zumbi (novamente). Aquela dor havia voltado pra me perturbar e trazer aquele Jacob sem vida de volta. Pois depois que ela foi embora, perdi completamente a vontade de viver. Só me mantinha vivo, pois no fundo de minha mente eu ainda acreditava que podíamos voltar a sermos felizes novamente... Eu espero.
~~~~~~~~~~~~~~~~~Fim do Flash Back~~~~~~~~~~~~~~~~~
A consciência me invadiu e depois me deparei com a realidade cruel. Parece que não mereço a felicidade, já que toda vez que penso estar feliz... O destino prega uma peça em mim e me tira tudo que era mais importante. Minha vida. Minha existência... Mas o que será que acontece?! Por acaso não sou digno da felicidade?! Sei que não sou a melhor pessoa do mundo, mas... Sou tão ruim a esse ponto? Um monstro que só merece sofrer? É isso que sou?!
Eu queria pelo menos ter a certeza de que ela está bem e segura... Mas nem isso podemos saber... Minha Nessie... Será que um dia irá voltar?
Meus sentidos voltaram e senti aquele maravilhoso aroma que tanto amava... Aquele doce aroma...
Abri meus olhos rapidamente.
Eu sabia que ela não estava aqui, mas não consegui evitar o pensamento esperançoso que me surgiu. E a decepção por ver que não era ela que estava aqui... E que era somente seu cheiro, gravado em sua cama, que era onde eu estava agora. Onde provavelmente me colocaram.
Apertei meus olhos fortemente, tentando evitar as lagrimas de caírem, mas era inútil. Como EU era... Um inútil, que não pode fazer nada para salvá-la.
Um inútil... Era exatamente isso o que eu era.
Mas mudarei isso. Não vou ficar aqui sofrendo, é o que ela iria querer pra mim.
Eu vou lutar. Eu vou encontrá-la, e trazê-la de volta pra mim. Não vou desistir sem tentar. E assim que encontrasse o responsável por seu desaparecimento, eu matéria ele com minhas próprias mãos, por tirar minha Nessie de mim...
Vou encontrá-la custe o que custar. Não vou ser um inútil como fui... Dessa vez não.
Desci as escadas e encontrei todos os Cullen na sala. Eles estavam com expressões pensativas e angustiadas.
Bella estava desamparada e depressiva. Edward estava com a expressão vazia, como se quisesse esconder sua dor. Emmett, pela primeira vez na vida, estava sério e pensativo. Carlisle estava preocupado e triste. Esme chorava sem lágrimas. Rosalie estava com o olhar vazio, como se não estivesse mesmo ali. Jasper estava concentrado (provavelmente tentando controlar as emoções na casa) e um pouco pensativo também. E Alice estava deitada no chão agarrando a cabeça com força e com os olhos apertados fortemente (provavelmente tentando ver o que não pode). Meg estava triste e angustiada, enquanto chorava nos braços de Seth, que a consolava.
Me juntei a Bella e segurei sua mão, tentando consolá-la. Mesmo que minha situação não fosse a melhor ali.
Ficamos em silêncio por um tempo. E os Cullen permaneceram do mesmo jeito, como estátuas.
– São “eles”. – Alice arfou pulando do chão.
– Desgraçados. – Edward rosnou.
O resto de nós olhamos para os dois sem entender, e exigindo uma explicação.
– O que aconteceu, Edward? – Bella perguntou saindo de seu choque e quebrando o silencio na sala.
– Foram “eles” que a pegaram. – ele rosnou.
Somente aquela frase já fez todos entenderem quem eram os “eles”, a quem Edward se referia. Os Volturi.
– Por que? E como Alice viu? – Bella perguntou num sussurro.
– Não sabemos o por que. Mas...
– Eles já tomaram a decisão. – Alice completou.
– Que decisão? E como você conseguiu vê-los, Alice? – a loura rosnou.
– Vão devolver a Nessie, numa tentativa de paz. – Alice continuou.
– O QUE? – gritei. – Eles a seqüestram e agora querem paz?
– Calma Jacob. Não conhecemos o motivo. – Carlisle tentou me acalmar. Mas era inútil, eu já estava tremendo e rosnando de raiva.
– Veja o lado positivo, Jacob. Eles a devolverão e não haverá nenhuma luta. – Bella disse suavemente.
Isso era verdade! Minha Nessie voltaria para mim...
Parei de tremer e logo me acalmei. Colocando um sorriso esperançoso no rosto.
– E o que vamos fazer? – Emmett perguntou.
– Só nos resta esperar. – Edward disse e logo ficamos em silencio de novo.
Bella foi a cozinha preparar algo para Seth, Megan e eu comermos, e logo voltamos a ficar na expectativa esperando alguma coisa.
A esperança inundou meu coração com a possibilidade de reencontrar meu amor.


Autora: Kelly Cachoeira

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.