Sejam Bem Vindos ao Blog Twilight A Saga Contínua!!! Comentem As Fics!

Capitulo 30- Mais Surpresas

Nessa data querida, muitas felicidades...

Parei de cantar como se alguém tivesse arrancado minha garganta fora.

Não apenas eu, todos os rapazes também...

Eu não podia acreditar!

Eu só posso estar imaginando esse cheiro...

Por favor, que seja minha imaginação, aquela Mercedes e aquele conversível virando a esquina!

Minha esperança de que eu estivesse delirando desmoronou assim que vi Alice, Jasper, Emmett, Rosalie, Esme e Carlisle descendo dos carros.

Todos os lobos automaticamente se inclinaram em uma postura ofensiva ficando a frente dos humanos que olhavam para a gente sem entender nada, principalmente minha mãe e Phill.

Quil se afastou o maximo que pode com Claire no colo, Seth continuou no mesmo lugar,assim como eu ele parecia estar mais perplexo que furioso.

Jacob e Sam deram um passo à frente sendo ladeados protetoramente por Leah e Paul.

Eu continuava parada olhando incrédula; sem acreditar que eles tiveram a ousadia de vir aqui hoje.

—O que fazem aqui? —Jake perguntou com uma voz restringida se dirigindo a Carlisle.

Ninguém o respondeu.

Olhavam apenas para mim esperando alguma reação de minha parte.

Me recuperei do choque e andei até a calçada ficando entre os Cullen e os lobos.

Dava para sentir a tensão no ar, a distancia entre eles era pequena; de no maximo cinco metros. — Era como estática uma carga elétrica desconfortável.

—Alice, porque está aqui?

—Calma Bella, não estamos aqui para brigar nem atrapalhar a festa...

—Claro que não! —Destilei todo meu sarcasmo nessa afirmação. —Pedi a vocês que não viesse. —Falei olhando ameaçadoramente para Rosalie e Alice—Porque estão aqui? —Perguntei novamente de maneira rude.

—Não há necessidade de um confronto Bella... —Carlisle falou suavemente tentando acalmar a situação.

Embry deu uma risada sarcástica. Jacob lançou um olhar de aviso para ele.

—Charlie aqueles ali não é Alice e Carlisle Cullen... a irmã e o pai do ex-namorado de Bella? —Renée sussurrou.

—É... São eles. —Charlie respondeu pouco a vontade.

Que maravilha!

Eu falo para minha mãe que Nessie é adotada e os Cullen aparece se apresentando como outro lado da família dela!

—Vocês têm alguma idéia do problema que estão causando? —Sussurrei por baixo da minha respiração, nenhum humano ouviria — Minha mãe está aqui!Ela pensa que adotei Renesmee!

Os olhares dos Cullen pousaram na minha mãe ainda de pé atrás dos lobos,esticando o pescoço para saber o que estava acontecendo.

—Agora vêem porque não devem está aqui? !—Perguntei

—Nessie é tão parte da nossa família quanto da sua Bella. Ou de qualquer um dos cachorros. Se olhar por um lado... Temos mais direito de está aqui que eles. Alice falou baixo, mas com ferocidade.

Com essa afirmação a maioria dos lobos grunhiu.

—De novo não... —Gemi.

Essa conversa de “direitos” já estava cansando!

Nada era suficiente para eles?

—Queremos apenas ocupar nosso lugar na vida dela. —Alice insistiu.

—Não causaremos problemas, podemos nos comportar. — Rosalie falou tirando seus olhos de Ness e olhando para mim pela primeira vez.

—Qual parte de “inimigos mortais” é complicada demais para vocês? —Paul perguntou, quase gritando — Sam mantinha uma mão firme em seu braço o restringindo.

Charlie olhava preocupado de Renée para nós sem parar.

—Somos capazes de coexistir sem maiores danos. —Carlisle falou se dirigindo a Paul.

—E decidiram que a festa de Nessie,é o melhor lugar para provar isso?—Perguntei entre dentes.

—Ela é a única parte que temos de Edward no momento Bella, vai nos privar disso? —Alice questionou em um sussurro sua expressão tão miserável que me desarmou. —Vai privar Esme e Carlisle disso?

—Que tocante. —Leah falou sarcasticamente em um tom de voz bem alto, me surpreendeu que ela ainda não estivesse aos gritos. —Quer que eu imite um violino?

Enquanto pensava e o clima ficava mais tenso ainda, vi um lampejo de surpresa passar os olhos dos Cullen, enquanto observavam atentamente todos os quileutes pela primeira vez,seus olhos se arregalaram um pouco com a quantidade de lobisomens presentes. —ninguém se movia... Eu sentia tantos olhares me fuzilando que se fosse possível já estaria morta.

Ouvi Phill sussurrar para Charlie.

—O que está acontecendo?Parecem que vão começar a brigar a qualquer momento...E que historia é essa de “inimigos mortais”?

—É... hã... —Charlie pigarreou — Coisa de cidade pequena, er... São famílias que não se dão bem... desde muito tempo. Hã... sempre que se encontram o clima fica um pouco tenso...

—Ah!Que estranho. —Phill sussurrou.

—Muito estranho mesmo. —Renée falou desconfiada—Consegue ouvir o que estão falando?

—Não... não sei. —Charlie respondeu muito nervoso, ele já tinha me ouvido falar assim tão baixo e não reagiu muito bem — imagina agora vendo quase todo mundo que convive com ele falando assim também...

—Eu quero descer Seth! —Nessie se contorcia impaciente no colo de Seth, sua voz pareceu acalmar um pouco da tensão depois de toda essa discussão sussurrada.

—Não. É melhor ficar no meu colo. —Ele lutava para segura-la.

—Me solta! —Ela mandou e ele imediatamente a colocou no chão.

Nessie passou na minha frente e correu para os braços de Rosalie.

—Tia Rose!

—Oi querida! —Rosalie abraçou Renesmee, que tinha no rosto uma expressão tão feliz que chegava a da um aperto no coração.

Olhei para Jake e vi que ele sabia o que eu estava pensando.

Não poderíamos estragar a festa de Nessie.

Expirei alto soltando o ar devagar.

Alice me olhava esperançosamente não apenas ela todos os Cullen.

E todos os lobos me olhavam questionando “você não vai fazer isso vai?”.

Perfeito.

Simplesmente perfeito!

—Tudo bem. Podem ficar... —Olhei para trás enquanto falava, incluindo os lobos no meu aviso. —Apenas tenham em mente que esse não é o melhor lugar nem o momento para um briga. Se controlem — terminei a frase olhando sugestivamente minha mãe e Phill que nos encaravam.

—Obrigada Bella! —Alice falou empolgada batendo palmas. —Sabia que não me decepcionaria. —Disse me dando um abraço.

Em seguida todos Cullen vieram me cumprimentar.

Ouvir os lobos grunhirem em desaprovação.

Jake me ajude com relação aos rapazes .Por favor. —Pensei enquanto Emmett me pegava em um abraço de urso e perguntava de forma maliciosa sobre minha roupa.

—Sam, acha que é possível? —Jacob perguntou, podia ouvir a repulsa na sua voz. —Não quero destruir a festa da minha filha.

Sam olhou Jacob por um tempo, o desgosto em cada linha do seu rosto depois suspirou.

— Todos escutem. — Sussurrou muito baixo, mas com mais autoridade. — Nós não vamos estragar a festa.

—O que eles estão falando?Como conseguem ouvir falando baixo desse jeito?—Renée perguntava impaciente para Charlie.

—Eu ...não sei. —Meu pai gaguejava.

—Pare com isso Charlie, pare de dizer que não sabe de nada! —Minha mãe perdeu a paciência. —Desde quando cheguei aqui estão me escondendo algo...

—Pare você de imaginar coisa Renée! —Charlie se exaltou. —Nem todos precisam ficar gritando para ouvir alguma coisa. Agora pare de dar escândalos e vamos cumprimentar a família do doutor Cullen. —Com essa minha boca quase caiu, nunca vi meu pai falar desse jeito com alguém.

Ele parecia estar extremamente nervoso, por tentar guardar meu segredo.

Coitado do meu pai.

—Sam vai fazer com que fiquemos aqui... cercados de parasitas? —Paul questionou.

—Jacob e Seth não iram embora, você irá?Os deixarão aqui “cercados de parasitas”?

Jared e Paul balançaram a cabeça ao mesmo tempo com raiva — pareciam irmãos gêmeos de tão sincronizados que foram seus movimentos — e andaram a passos largos em direção a Kim e Rachel as puxando protetoramente para seus braços e afastando o maximo possível dos Cullen.

—Mantenham o controle. —Sam falou como Alfa, não poderia ser desobedecido. — Mostraremos a eles que Nessie e Bella nos pertencem... Não vão conseguir separar nossa família.

—Que ótimo! —Collin e Brandy, falaram ao mesmo tempo também.

Se o clima não estivesse tão tenso eu teria achado graça.

Andei em direção a minha mãe, com Carlisle e Esme ao meu lado — Phill e Charlie estavam atrás dela já vindo nos cumprimentar.

Cada passo para frente que eu dava os lobos davam um para trás.

Quando cheguei até ela, Jacob se aproximou e Leah se virou em direção a rua.

—Vou embora... Não sou obrigada a ficar!

—Leah, volte... Não ouviu o que acabei de dizer? —Sam grunhiu e ela se virou para encará-lo com um olhar enfurecido.

—Não!Você não manda em mim. —Ela gritou e voltou e andar.

Jake que estava do meu lado muito tenso com a proximidade dos Cullen suspirou e falou delicadamente, mas sua voz impôs uma autoridade inquestionável.

—Eu mando. Volte aqui.

Leah não voltou, parou onde estava e ficou — como se tivesse sido acorrentada ao chão.

—Eu vou falar com ela. —Jake falou beijando minha testa.

Jacob e Leah andaram para a lateral da casa; eu ouvia seus sussurros ... Leah estava quase possuída de tanta raiva.

Toda festa é assim, ela sempre se senti ofendida por qualquer motivo e dar seu costumeiro “piti”, e sobra para o Jacob ir consolá-la.

Renée olhava para a direção onde foram com olhos muito atentos.

Charlie se juntou a Billy que também estava muito tenso e como todos os rapazes com o nariz franzido de nojo.

Esme e Carlisle conversavam com minha mãe e Phill.

Fora eles ninguém mais falava nada todos estavam rígidos em seus lugares.

Era como se o jardim estivesse sido partido ao meio por uma linha imaginaria.

A intenção dos Cullen não era estragar a festa, mas com certeza conseguiram!

Ninguém parecia ter qualquer vontade de continuar a comemorar—a alegria que nos possuía se esvaiu completamente — só Renesmee ainda estava animada no colo de Rosalie.

Ela abria os presentes dado pelos Cullen que Alice segurava.

Seth era o único que não respeitava a linha invisível — ficou a uma distancia de dois metros de Rosalie — Estava de braços cruzados olhando somente para Ness; tinha um sorriso carinhoso no rosto enquanto a observava.

Ele não seria capaz de ficar com raiva pela presença dos Cullen vendo Nessie tão feliz — Seth é tão ligado a ela que suas próprias reações são secundarias.

Rosalie e Alice inicialmente reagiram a proximidade dele, mas depois decidiram ignorar—tenho certeza para provar que poderiam se comportar.

Jasper—que estava com uma expressão tão confusa olhando para Seth, que chegava a ser cômica — se postou protetoramente atrás da baixinha que parecia uma criança na manhã de natal, de tanta empolgação falando sobre os presentes.

Quando Carlisle se afastou com Esme, para irem até Nessie, Renée me chamou para pegar mais copos.

—Bella... o que está acontecendo ? —Perguntou assim que entramos na casa.

—É uma historia longa mãe. —Suspirei tentando encerrar o assunto.

—Charlie disse que a muito tempo a família de Carlisle e os quileutes não se dão bem,porque?

—Nem queira saber. Essa historia e desde antes de eu nascer, como a maioria das historias das famílias de Forks! —Falei cutucando Renée com o cotovelo. —Vamos tentar cantar os “parabéns”. —Falei pegando sua mão.

—Espere... quero perguntar outra coisa. Porque os Cullen vieram a festa da sua filha?

—É... Alice e Rosalie são madrinhas.

—Você chamou suas ex-cunhadas para serem madrinhas da sua filha mesmo sabendo que a família do seu marido não se dar bem com elas? —Renée perguntou franzindo a testa.

Rir da maneira que ela perguntou e dei de ombros.

Para essa pergunta não tinha resposta.

—Vem mãe. Temos que terminar a festa antes que comece a chover. —Falei tentando escapar.

Renée era muito perspicaz com seu jeito simples de enxergar o mundo. Ela via muita coisa que outros não vêem.

Eu estava com medo da conclusão a que ela chegou e até onde ela queria chegar com as minhas respostas as suas perguntas.

—Só mais uma coisa...

—Ai mãe você está brincando né... Pode começar a chover a qualquer momento! —Gemi.

Ela me olhou sem graça.

—Tudo bem, a ultima pergunta que respondo hoje. —Avisei — Porque mesmo depois de dois anos nem eu consigo entender direito essa relação entre Cullens e Quileutes.—Menti levemente para acalmá-la. — Você não vai conseguir em uma tarde.

Quem sabe se acreditasse que era sempre assim ela ignorasse tudo.

—Não é sobre isso... —Ela franziu os lábios — Porque Jacob disse que manda naquela garota?

—Ah! —Por essa não esperava. —Coisa da tribo... Jake é como um líder... Olha se existisse um chefe na tribo agora, seria o pai de Jacob, o Billy...Tradição sabe? Então, Jake sendo seu filho... ele também é como se fosse um chefe... E ele também é membro do conselho... —Falei tudo lentamente tentando usar fatos verdadeiros para não contar nenhuma mentira.

Renée riu e balançou a cabeça.

—Que bagunça!

—Nem faz idéia mãe. Agora vamos lá fora ver se ainda tem alguém vivo!

Renée riu da minha brincadeira; mal sabendo que a qualquer momento poderia ser verdade.



Auutora: Nick_ Fic

3 comentários:

lorysblack disse...

AF AF AF!!!!RSRSRSRSRSRSRS!!!MAIS A BELLA ME IRRITA SEMPRE VIU!!!QUER DIZER QUE ELES CHEGAM SEM AVISAR E ELA DEIXA!!!NINGUEM MERECE!!!ELA NAUM RESPEITA OS AMIGOSDELA NAUM???NÃO EH CLAROOO!!!
TINHA QUE TER COLOCADO ELES PRA CORRER!!!ELA HAVIA DITO PRA ELES NÃO IREM LA NAUM HAVIA!!??BELLA MESMO NAUM SENDO MAIS TOTALMENTE HUMANA AINDA É MUITO MOLE RSRSRSRSRSR

DISCUTO SÓ PQ AMO A FIC!!!!!

Carla disse...

ah fala serio, to irritadissima com a bela, os cullens pensam que sao os donos do mundo e ela aceita a vontade deles e o marido dela fica como...ai nao to gostando disso.

jusara disse...

pochá pensei que a Bella não ia deixar a verdadeira familia de Renesmee comemorar
o aniversário dela junto com ela, que chata e inguinoránte foi a bella, se ela os desprezasti eu ia ficar chateada com ela rs rs rs rs amei a chegada dos cullens e amei mais ainda o carinho de Renesmee pela familia cullens...VC esta de parabens .Bjinhos até o proximo comentario

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.