Sejam Bem Vindos ao Blog Twilight A Saga Contínua!!! Comentem As Fics!

Prólogo

Eu estava a centímetros dos seus lábios.
Não, por favor.
Mais uma vez ouvir palavras sussurradas. Eu não sabia de onde vinham.
—Não Edward. Por favor. —Bella sussurrou para mim olhando para baixo.
Eu a olhava sem saber o que dizer, estava confuso demais.
Não sabia o que estava acontecendo.
—Não posso fazer isso. —Ela sussurrou olhando para mim — Eu amo o meu marido.
Marido... As palavras ecoaram em minha mente, enquanto eu recusava entender o seu significado.
— Marido? —Eu perguntei hesitante sem realmente querer saber a confirmação dos meus temores.
—Muitas coisas mudaram Edward... —Novamente minha mente foi invadida por imagens que eu não sabia de onde vinham.
Bella e eu na floresta perto da casa dela.
“Você não é boa pra mim Bella”
”Prometo que essa será a ultima vez que você vai me ver. Não voltarei.”
“Será como se eu nunca tivesse existido”
—Muitas coisas aconteceram.
Foi então que percebi. Só agora percebi.
Assim que ela disse; “muitas coisas aconteceram” percebi que de alguma maneira estava ouvindo seus pensamentos.
Minha mente foi invadida por uma explosão de imagens.
Lembranças... e pensamentos.
Bella correndo perdida pela floresta.
Se parasse de procurar por ele, estaria tudo acabado.
O amor, a vida, o significado... acabados.
Bella deitada na cama — seu olhar vazio.
Charlie conversando com o medico.
“Catatônica.”
Seus olhos escuros. Sem vida.
Eu não queria lembrar...mas não podia esquecer.
Eu precisava acreditar que ele foi real.
Uma situação limite.
Proibida de lembrar... com medo de esquecer.
Bella sentada na cadeira de balanço do seu quarto, olhando inexpressivamente o calendário.
Quinze dias...
Bella vomitando... Parada diante do espelho.
“Impossível.”
Suas mãos na barriga. Ela ao telefone.
“Jacob? É a Bella. Por favor, você precisa me ajudar.”
A angustia, enquanto ela escrevia uma carta.
Charlie... Eu estou grávida.
Não posso mais continuar aqui.
Esse é o único jeito.
Adeus .
Eu te amo.
O desespero... sem saber para onde ir.
Bella parada na porta da minha casa. Seu rosto desolado.
É como se um enorme buraco tivesse sido perfurado no meu peito...
Edward foi embora e levou tudo com ele, inclusive minha vida.
Mas preciso saber que ele existiu.
Esse bebê é a minha única lembrança que ele foi verdadeiro.
Jacob desesperado temendo que ela morresse.
“Prometa Jacob. Que vai me ajudar, até meu filho nascer.
Mesmo que eu esteja morrendo.
Que não vai contar a ninguém onde estou.
Prometa.”
Bella deitada no sofá branco da minha casa, sua barriga enorme. Sua aparência doentia.
Você pode correr de alguém que você teme...
Ela vomitando violentamente. Sentindo fome.
Pode tentar lutar contra alguém que você odeia.
Bella sentindo muita dor. Seus ossos sendo quebrados.
Mas quanto você ama a pessoas que vai matá-la.
Não lhe restam opções.
Jacob caçando animais para ela.
“Não faça isso comigo Bella. Não morra. Fique viva.”
“Não posso matá-lo Jake. Eu o amo.”
Ela comendo carne crua. Bebendo sangue de animais.
Como você poderia correr?Como você poderia lutar?
Se isso magoaria seu amado.
A dor dilacerante do bebê nascendo, rasgando-a por dentro.
Se sua vida é tudo que você tem a oferecer...
Como você poderia não da – lá?
O choro agudo.
“Renesmee.”
Se for alguém que você realmente ama.
O bebê mordendo seu peito. A dor abrasadora da transformação.
Bella deitada no chão se contorcendo. Gritando. Sozinha.
O bebê ao seu lado, suas mãozinhas no rosto de Bella.
“Eu te amo mamãe.”
Bella vampira. Caçando com Renesmee.
O que eu me tornei?
Eu ainda pareço humana.
Hibrida. Meia humana, meia vampira.
Charlie a levando de volta para casa.
Tenho medo de matar Charlie.
Mas também não posso perdê-lo.
Jacob a protegendo dos lobos. Sempre cuidando dela.
“O Que você fez Jacob?O que ela faz aqui?Ordenei que se distanciasse dela.”
“Ela não é assim Sam.”
“Ela é uma amante de parasitas!Tem um filhote deles.”
“Não fale assim. Bella é apenas uma vitima”.
“Ela é mais importante que tudo, que a tribo, mais importante que seu dever”?
“Ela não representa perigo”.
“Ela invadiu nossas terras vai pagar por isso.Saia da frente!”
“Não vou permitir”.
“Escolheria uma sanguessuga à seus irmãos, a sua tribo?”
“Ela é a mulher que amo.”
“Sai da frente Jacob.”
“Não Sam, você não decide por mim.Se quer mata-la terá de me matar primeiro.”
Bella indo à escola, ao trabalho. Cuidando de Renesmee.
O tempo passa. Mesmo quando parece impossível.
Mesmo quando cada batida do ponteiro dói como o pulsar do sangue por uma ferida.
Passa de modo inconstante... com guinadas estranhas e calmarias arrastadas, mas passa. Até para mim.
Bella na clareira. Na nossa clareira. Laurent.
“Na verdade eu vim aqui como um favor para Victoria.”
“Ela achou que seria mais adequado matar você do que Edward.”
“Ao que parece não será a vingança que ela esperava.”
“Uma vez que você não deve significar muito para ele, se ele a deixou aqui desprotegida.”
Jacob mais uma vez salvando a vida de Bella. A amizade cada dia mais forte.
O amor crescendo.
Jake me mantém aquecida... Inteira, mas nem ele conseguia manter os pesadelos afastados...o terror, a solidão.
Bella sentada na beira de um penhasco. Sofrendo.
“Será como se eu nunca tivesse existido”
As palavras passavam por minha cabeça sem a clareza perfeita da sua voz.
Eram apenas palavras, sem som, como se estivessem impressas numa pagina.
Só palavras vazias.
Vazia como eu...
Bella pulando do penhasco. Não tentando se matar, mas tentado extinguir a dor...
Deixando tudo para trás.
Adeus Edward.
Bella e Jacob na praia.
“Eu sei o que ele fez... E Bella eu prometo nunca machucar você.”
Bella beijando Jacob.
Jacob era minha vida agora.
Meu coração pertenceria a ele.
Eu sabia que ele estaria sempre aqui por mim... sempre protetor...... sempre presente, sempre que eu precisasse dele.
Os dois se casando.
Jake eu te amo.
Eu desabei em choque, no chão. Todas essas lembranças não duraram um segundo. Ela não estava realmente pensando nelas.
Passou por sua cabeça como um Flashback.
A própria reação dela as suas palavras.
Eu estava vagamente ciente que ela chamava meu nome.
Eu estava dilacerado. A dor era agonizante, tantas emoções que passavam por mim ao mesmo tempo.
Eu me sentia feliz por ela esta viva. Maravilhado por ter uma filha com ela.
Em horror absoluto por saber que ela era uma vampira.
Eu destruir sua alma, condenando-a a escuridão eterna.
Em choque por saber que ela era de outro.
Sentia-me mais miserável do que nunca pelo que fiz—agora que eu sabia pelo que ela passou apenas porque eu a abandonei.
Foi tudo minha culpa.
Por tudo que a deixei enfrentar sozinha.
Era agonizante saber... ver como sua vida quase se acabou repetidas vezes .
Um humano precisaria estar à beira da morte para sentir uma fração da dor que me tomou agora.
Meu amor era a desculpa mais pobre e miserável para tudo que a fiz passar.
Era mais do que justo ela não me querer agora.
Mais do que justo ela ter encontrado a felicidade sem mim.


Autora: Nick_ Fic

2 comentários:

Erik disse...

Meu deus que legal de verdade amei vou espalhar pra geral se vc não se importa. uashuahuash'
Beijos.

lorysblack disse...

Comecei agora e to amando esse Prólogoo!!!!!

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.