Sejam Bem Vindos ao Blog Twilight A Saga Contínua!!! Comentem As Fics!

Capitulo 02 - A Carta

Então, o plano era esse:
Eu não iria para Denali, e enquanto o resto da minha família estivesse lá, eu iria vê-lo. Naturalmente, eu ainda não tinha falado nada a ninguém, nem mesmo Seth: Edward poderia ver na mente dele. O grande problema agora era convencer Edward a ir a Denali sem mim. Na hora do crepúsculo fomos para nosso chalé como todos os dias. Decidi ler um livro para me acalmar até a madrugada, quando seria a viagem.
- Edward... Eu não vou ir para Denali. – Eu disse depois de um tempo que estávamos deitados na cama, ambos lendo.
- Não tem problema, amor. – Não pensei que seria tão fácil assim. Edward é sempre tão cabeça dura.
- Sério? – Perguntei incrédula.
- Claro. Já que não quer ir, podemos ficar aqui – E não foi fácil, ele entendeu errado.
- Er... Quer dizer, você pode ir, e quero ficar aqui... – Procurei a palavra certa para me expressar. – Sozinha. – Eu disse por fim, sem encontrar uma palavra melhor.
- Eu não vou sem você Bella. – Ele disse autônomo. – Mas fico imaginando qual seria a razão de você não querer ir, e ainda querer ficar sozinha... Você passa a maior parte do dia sozinha.
- Eu sei, é que eu ando meio pensativa, e não estou muito animada com a viagem, como você já sabe. – Eu dei de ombros. Precisava pensar rápido em uma desculpa para querer ficar sozinha. – Eu queria ficar sozinha mesmo. Preciso pensar e colocar a cabeça no lugar, e tem algumas coisas me incomodando ultimamente. Eu queria ficar aqui para pensar um pouco sabe, mas não quero estragar o passeio de vocês.
- Sabe que eu só quero estar onde você está. Não estragaria meu fim de semana ficando aqui com você. – Ele deu meu sorriso torto e dessa vez ele nem me cativou tanto. – Mas já que é o seu desejo, pode ficar aqui. Sei que ultimamente você precisa pensar. Eu entendo Bella, meu amor. – Eu sorri para ele e me virei para fitar a parede.
Quando ele me chamava assim, ou quando dava “aquele” sorriso que, já não me acontecia nada, nenhum sentimento era despertado em mim. Mas os mesmos sentimentos que faltavam eu sentia quando pensava em Jacob, e era esse fato que me incomodava. Eu não sentia mais o intenso desejo por Edward, mas eu sentia esse desejo por Jacob, não sentia mais a necessidade e o prazer que eu sentia antes com Edward. Queria viver aqueles momentos com Jacob. De fato, enquanto passávamos as longas noites em nosso quarto eu estava pensando em Jacob e não nele, e eu agradecia por Edward não ler meus pensamentos.
Eu me sentia perdida, como a terra sem o sol para iluminá-la, para orbitar. E na verdade eu estava realmente assim: Sem um sol. O meu sol se fora a tanto tempo, a quanto tempo minha vida estava sem luz, apenas no escuro, uma fraca luz que tentava iluminar meus passos, mas fracassava com a dor de não tê-lo para me guiar. Cada dia era como um passo no escuro, um salto para o vazio, sem nenhuma noção de onde eu cairia. Sem Jacob a eternidade não tinha sentido. Pensei no que falaria a ele quando o visse, qual seria a reação dele, e quanto dor isso infligiria a ele. Eu sabia que seria muita dor, então pensei e tive uma idéia. Antes de ir vê-lo eu escreveria uma carta.
O celular de Edward tocou e ambos nos assustamos ele pegou o minúsculo aparelho prateado nas mãos e atendeu.
- Carlisle. – ele disse num tom educado. – Sim... Agora? – Ele perguntou. – Tudo bem, estou indo... Até. – Ele desligou e se virou para mim. – Vamos sair mais cedo.
- O quê? – Eu perguntei surpresa. Mais era um boa surpresa, e como era. Mais tempo para colocar minha idéia em prática.
- É, vamos agora. Alice viu que mais tarde cairia uma tempestade por lá. – Ele deu de ombros como que não se importava. – Se quiser ainda posso ficar aqui.
- Não, não! Vá e se divirta, eu vou ficar bem. – Disse com um sorriso.
- Se você diz. – Ele deixou o livro de lado e me deu um beijo de leve. – Cuide bem do meu coração, ele ficou com você. – Ri dessa última parte e o vi sair lentamente do quarto, ainda relutando.
Assim que tive certeza de que eles haviam partido me levantei e fui para a sala. Procurei nas gavetas uma folha de papel e uma caneta, sentei-me no sofá, e comecei a pensar no que escreveria. As palavras que eu guardava em minha mente não eram adequadas, disso eu tinha certeza. Minha mente sussurrava as palavras para mim, mas eu não conseguia as colocar no papel, com medo de que o magoasse. Eu lutava para ignorar meu subconsciente, que ditava as palavras mais dolorosas possíveis. Peguei a caneta e comecei a escrever:
“Jacob,
Perdoe-me por estar te escrevendo. Sei que essa carta vai te machucar, mas agora que comecei não posso parar. Doeu muito escrevê-la também. É um ato egoísta, eu sei, pode me odiar se quiser. Mas é só que eu não agüentava mais, apesar de o que eu mais querer é ouvir sua voz, te ver só mais uma vez, já que não posso te escrevo para pelo menos ter a certeza de que pensa em mim, mesmo que machuque.
Quando ás vezes eu olho as estrelas e lembro-me do seu olhar iluminando meu dia, minha noite, minha vida. Só te mandei esta carta porque queria que estivesse aqui. Ás vezes eu fico a noite toda observando as estrelas e me lembrando do seu sorriso enquanto sinto sua falta. Sinto tanta falta de sentir seus braços em volta de mim, de sentir seu cheiro e de te ver! E ouvir sua voz... Dói tanto não te ter por perto, ás vezes preciso tanto de você.
Eu assisto o dia virar noite, como nós fazíamos antes, mas não é a mesma coisa sem você, se precisa de duas pessoas para apreciar algo tão belo.
E o silêncio que tanto me incomoda, queria te ouvir dizer algo enquanto vejo o sol ir embora. Tento me convencer de que o silencio não é tão ruim até que eu olhe minhas mãos e me sinta tão triste, porque os espaços entre meus dedos são onde seus dedos se encaixam perfeitamente.
Me dói tanto pensar em você, mas quando eu penso em você não me sinto tão sozinha. Eu sei, tenho Edward e os outros, mas eles não são você, eles não são meu sol particular, apesar de às vezes eu gostar da escuridão. Afinal, sem ela não haveria as estrelas, tão parecidas com o brilho do seu olhar.
Toda vez que eu pisco, penso em você, e sempre dói, mas a sensação de preenchimento no buraco ensangüentado que você deixou em meu coração compensa essa dor, eu sei que sim.
E quando toda essa “rivalidade” acabar, e pudermos ficar juntos apenas por um momento, provarei da felicidade e me sentirei viva de novo. Vou me esquecer do mundo que conheci, mas juro que não vou te esquecer, se eu pudesse voltar ao passado e concertar tudo...
Eu só queria que você estivesse aqui.
Eu estive mentido para mim mesma todo esse tempo. Você tinha razão. Sempre teve razão o tempo todo. Você sempre foi mais do que apenas meu amigo. Por isso era tão impossível me despedir de você - Por que eu era e ainda sou apaixonada por você. Eu te amo, muito mais do que devia e pensava, mas não é o suficiente para mudar nada, acho que é só o bastante para magoar nos dois. Você sempre tampou um buraco que Edward deixara em meu coração, como um bandaid: Tampava aquela antiga ferida que nunca cicatrizou de verdade. Nunca foi justo com você, você não merecia ser um bandaid, mas o tempo passou, e não posso mudar decisões passadas. Agora a nova ferida devida a sua falta era meu castigo por tudo isso: Ela doía bem mais que a outra.
Se eu pudesse ser humana de novo, o faria por você. Eu não consigo mais viver sem um sol, a escuridão não compensa isso. Não quero ver as estrelas mais, quero ver seu olhar de novo, quero ver seu sorriso, que são muito mais belos que as estrelas. Trocaria minha vida por um sorriso seu.
Por favor,obrigue meu sangue a correr, obrigue meu coração a bater, me salve desse nada que eu me tornei.
Estou sem uma alma, meu espírito está dormindo em algum lugar frio, só esperando que você o ache, o acorde, e o traga para casa.
Por favor me acorde, mesmo que não consiga tente de novo.Chame meu nome e me salva dessa escuridão.
Eu sabia de tudo que iria abrir mão, mas mesmo assim eu fui embora, fui egoísta, idiota e masoquista.
Por favor me traga de volta a vida...
Me salve!
Quero ouvir meu coração bater, sentir meu sangue correr. Eu vivi tanto tempo uma mentira, já não há nada dentro de mim.
Estou congelada por falta do seu toque, por falta do seu amor, só você pode me salvar.
Toque-me e me faça quente de novo.
Em todo esse tempo só agora pude ver,me mantive no escuro e não vi você bem a minha frente. Parece que eu estive dormindo todo esse tempo e só agora acordei.
Sem uma voz, sem um coração, sem uma alma!
Eu quero uma alma novamente...
E só você pode me salvar!
Eu sinto sua falta. Muito.
Pena que isso não muda nada. Desculpe.
Bella ”
Li a carta algumas vezes e a coloquei no bolso. Tentei prever o impacto que isso causaria em Jacob. Não haveria como saber, a dor que me provoquei ao escrevê-la fora grande, mas nem se compara a que ele sentiria ao lê-la. Mas pelo menos ele saberia a verdade, saberia que estou arrependida de coração, apesar de isso não mudar absolutamente nada.
Minha mente relutava em tomar a decisão de mandá-la ou não a Jacob, seria um ato de puro egoísmo e que não beneficiaria nenhum dos lados. Mas cheguei até aqui, e agora não posso mais parar.
Eu olhava impaciente o relógio até ele marcar 8 da manhã, quando corri até o telefone e disquei um número tão conhecido. Depois de dois toques uma voz masculina atendeu?
- Alô? – Ele disse do outro lado da linha.
- Ei Seth, é a Bella. Como está? – Perguntei tentando fingir alegria.
- Comigo tudo vai bem... Vejo que melhorou! – Ele disse animado. Que bom que minha falsa animação tenha dado certo.
- Claro Claro. Olha preciso de um favor seu... Poderia passar aqui o mais rápido possível? – Perguntei gentilmente, ainda com a falsa animação, que parecia funcionar com Seth.
- Tudo bem. Você está na casa?
- Na verdade eu estou no meu chalé. Os outros já foram para Denali. – Disse sem jeito.
- Claro, daqui um 5 minutos eu apareço aí. – Ele fez uma pausa. – Até.
- Até. – A linha ficou muda e eu me sentei de novo no sofá a esperar por ele.
Minha cabeça rodava pela sala bem decorada, as paredes cor mármore e os sofás marrons canela. Senti-me tonta e quis me deitar, mas continuei sentada. Tentei entender por que só descobri meu amor por Jacob agora, e não antes, quando eu ainda tinha alguma chance de ficar com ele. A resposta era simples: Por que mesmo vampira eu continuava azarada e um imã para problemas, só que agora eu sabia sair dos problemas sozinhos.
Ouvi algumas batidas na porta e gritei um “já vou” rapidamente enquanto pulava do sofá e ia em direção a porta de entrada, em poucos segundos.
- Obrigada por vir Seth, é muito importante. – Eu sorri e ele entrou meio sem jeito.
- Por nada, se precisar sabe que estou aqui. – Assenti com a cabeça e fui em direção ao sofá enquanto ele me seguia.
- Preciso que entregue algo a Jacob. – Peguei a carta e dei a ele.
- Tem certeza? – Ele disse enquanto se sentava no sofá.
- Tenho. Ele tem que saber Seth. E também preciso de outro favor. – Eu disse com um sorriso simpático.
- Pior do que isso – ele balançou a carta – Não pode ser. – Ele riu.
- Bem, é pior. – Eu fiz uma cara de vergonha e respirei fundo. – Quero que me leve até ele hoje à noite.
- O que? – ele perguntou incrédulo. - Bella o que você tem na cabeça? – Ele pensou por uns segundos e voltou a falar. – Ei, talvez não seja tão má idéia, talvez você o convença a voltar e... Tudo bem eu te levo. – Ele se rendeu.
- Obrigado Seth... Tente não pensar nisso quando entregar a carta a ele, e depois venha aqui. – Eu disse sorrindo.
- Claro, vou entregá-la a ele agora e vou tentar não pensar nos nossos planos ok? – Ele não podia pensar nisso, ia estragar tudo...
- Pense em qualquer coisa, esqueça isso por uns instantes. – Eu disse séria. – Não estrague tudo, ou eu te mato. – Eu ri e rosnei de brincadeira para ele.
- Ui, que medo. – Ele riu segurando o pescoço. – Então, eu já vou Bells. Até. – Eu não respondi e ele saiu pela porta, escutei um uivo quando ele se transformou.


Autora:Mary_Twilighter

2 comentários:

lorysblack disse...

aiii EU VOU FICAR SEM DEDOS VIU!!!!!
MARY O SETH É PERFEITO ONDE QUER QUE ELE ESTEJA EIN!!!!
E TO LOKAAA PRA SABER A REAÇÃO DO LOBO MEU DEUS!!!
AI QUE CARTA PERFEITA ELA ESCREVEU TÃO LINDA!!!
AII ANSIOSA DEMAIS POR ESSA FIC!!!!!

Fernanda disse...

Olha a Bella querendo enfeitar a cabeça do Gelinhoo!!!!!PQ CASOU BURRINHA IGAUL NA SAGA!!!!!

MAS A CARTA FOI LINDA MESMO!!!!!!

SETH SEMPRE PERFEITO E AJUDANDO!!!
ANSIOSA POR ESSE REENCONTRO!!!!
COMO ELE VAI REAGIR A ELA VAMPIRA??

UP DEMAIS A FIC!!!!

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.