Sejam Bem Vindos ao Blog Twilight A Saga Contínua!!! Comentem As Fics!

Capitulo 04 - Encontro

Flash Back ON

Nós corríamos numa velocidade inumana, e logo chegamos ao nosso destino. Me virei e vi deitado na relva um lobo castanho avermelhado, e vi brilharem aqueles olhos marrons, tão gentis, que eu tanto amava. O imenso lobo se levantou e eu fui em direção a ele.

Flash Back OF

Aqueles olhos encontraram os meus, e por uma fração de segundos pensei que tinha visto em seus olhos uma lágrima, mas rapidamente ela se foi. Aqueles olhos castanhos perdição me encaravam e a ternura de seu olhar permaneceu intacta, como há um ano, mesmo com toda a dor e sofrimento pela qual ele passara – e estava – passando. Eu não disse nada, apenas sorri, a saudade esmagando meu peito. Senti o cheiro amadeirado dele, e me senti tão... Completa. Era uma sensação que eu só tinha ao lado dele. Seu eu pudesse chorar, com certeza estaria chorando. O lobo - Jacob se levantou e foi até um pouco atrás da arvores, e após alguns minutos, ele reapareceu, como humano.
Eu não sabia como eu deveria reagir se dizia algo ou seu eu o abraçava. Ele apenas me olhou, aqueles lindos olhos tristes, com o brilho mais intenso que o das estrelas. Nós nos encaramos, e em momento nenhum algum de nós dois sorriu. Eu apenas abaixei a cabeça quando senti que seu olhar machucava mais do que eu esperava.
- Me desculpe. – Foi só isso que eu consegui dizer. Depois dessas palavras eu travei, não consegui olhar nos olhos dele. Quando reparei, Seth já tinha ido embora.
- Bella... Eu... – Ele suspirou e deu alguns passos, encurtando a distância entre nós, e me abraçou, aquele abraço que eu tanto amava. – Senti Saudades – O tom de voz dele me fez ver que a raiva dele não era tanta, havia muita ternura em sua voz.
- Eu também. Não sabe o quanto esperei por esse abraço. – Eu me aconcheguei mais nele. – Você não fede tanto assim. – Eu disse brincando.
- Nem você... Na verdade você não está tãooooo ruim assim... Tirando a fato de ser uma vampira. – Ele suspirou – A carta dizia a verdade mesmo? Ou era só mais um truque para você poder me usar mais uma vez? – Ele se separou de mim e em olhou nos olhos. As palavras dele machucaram.
- É tudo verdade Jacob. Você estava certo. E eu escolhi errado. Desculpa-me... Por tudo. – Eu disse envergonhada.
- Sabe, tem uma coisa que eu estou esperando há muito tempo pra te falar, e como comecei, não posso parar. – Ele suspirou e com uma mão segurou meio queixo – Mesmo você estando com outro e estando feliz, você ainda morava em meu coração, e era difícil te esquecer. Você é a única que eu desejo poder esquecer, e o único amor que eu amei para não esquecer, e mesmo você partindo meu coração, você é a única. E a tantas vezes que te odeio, porque eu não posso apagar todas as vezes que você me magoou, que pôs malditas lágrimas no meu rosto. E quando eu te odeio, me mata dizer, que eu vou estar lá te esperando, até o final do dia. Bella, eu não quero mais ficar sem você, eu não quero um coração partido. Não quero respirar sem você, definitivamente sem você não há vida para mim. Você sabe que eu te amo, mas me deixe dizer que eu não quero te amar de jeito nenhum! Mas agora, eu agradeço. Agradeço por não ter te esquecido, e por você ser a única. Agradeço por sempre estar te esperando, até o final do dia, pois hoje você veio!
- Jacob... Eu te amo... – Eu disse encostando meus lábios de leve nos dele. – Mas não podemos ficar juntos nessa situação. – Eu apontei para mim mesma.
- E se acharmos um jeito? – ele sorriu pra mim – E se eu obrigar seu coração a bater, obrigar seu sangue a correr e se eu te salvar desse nada que você se tornou? E se eu disser que achei sua alma e vou te devolver?...
- Se fosse possível Jacob... Pra ficar com você eu faria qualquer coisa! – Eu balancei a cabeça.
- E se procurar? Investigue, procure outros vampiros em outros lugares... Quem sabe ache um jeito? – Ele sorriu e segurou minha mão. – Não quero mais viver sem você Bella. Não mais.
- Eu vou tentar... Mas tem uma condição. – Ele esperou ansioso enquanto um sorriso brotava de meus lábios. – Você vai voltar preá La Push e pra sua vida normal.
- Só isso? Feito. Volto agora se for preciso Bells. Sabe, você não mudou tanto, talvez por fora, mas aí dentro ainda é a mesma Bella de sempre... – Ele sorriu e me abraçou. – Bem, deixa eu ir, tenho um acordo a cumprir. Vou te ver de novo Bella?
- Sempre Jake, sempre. – Ele me soltou, olhou em meus olhos e seu foi.
A felicidade me dominou. Eu vi ele, ele estava bem e voltaria para casa. E nós encontraríamos um jeito, não importava como, iríamos ficar juntos. Com esses pensamentos fui pra casa, esperar as “amigas” de Carlisle.
O que será que elas teriam de “estranho”? Elas com certeza eram vampiras, as algo me dizia que havia algo de errado com elas. Cheguei até a imensa casa e entrei, joguei-me no sofá e fiquei lá, sorrindo como uma boba, até que meu telefone tocou.
- Alô? – A voz do outro lado disse, era uma voz masculina que eu desconhecia – É a Bella?
- Sim, quem fala? – Eu disse curiosa.
- Aqui é o Sam... – Sam? O que ele queria comigo? Será que ele tinha visto na mente de Jake o que havia acontecido a pouco entre nós dois? – Eu só queria agradecer em nome de todos, por ter feito Jacob tomar juízo e voltar pra casa... Obrigada, de verdade. Mas, vem cá, o que você disse para ele é mesmo verdade? – Ele perguntou sério, e fiquei com muita raiva... Jacob tinha contado!
- O que ele te falou? – Eu perguntei irritada.
- Hey, calma, ele não disse nada, eu vi na mente dele, ele tentou não pensar no assunto, mais... – Ele respirou fundo.
- A tudo bem então, desculpe. – Eu ri – Sim, cada palavra é verdade.
- Como pretende arranjar um jeito? Você sabe que não...
- Eu vou conseguir OK? – Eu disse antes que ele terminasse a frase, e então a campainha tocou. – Tenho que ir...
- OK, obrigado de novo, até. – Ele desligou antes que eu pudesse responder, e eu corri até a porta, abri-a e vi duas garotas sorridentes.
- Olá! Você deve ser a Bella né? – A mais baixinha disse estendendo a mão – Prazer, eu sou a Mariane Blakullen, e essa é a Lyah, minha irmã. Pode me chamar de Mary. – Eu apertei a mão dela e logo após a da irmã.
- Entrem! – Eu disse indicando para entrarem – Sintam-se em casa. – Eu sorri e me sentei nos sofá, e elas seguiram meu exemplo. Então, eu comecei a ouvir o som de um coração batendo, será que algum humano estaria por perto? Peraí, não eram um, eram dois... – Hey, vocês estão ouvindo isso? Parece o som de dois corações humanos, mas eles estão mais lentos que o normal...
- Err... Na verdade, somos nós... – Lyah disse constrangida. – Carlisle não te contou sobre nós? – Ela perguntou numa voz baixa.
- Não, na verdade não... – Na verdade eu me sentia confusa... Como poderia o coração de duas vampiras baterem?
- Nós somos meia-vampira, meio-humanas... Fomos transformadas normalmente, e éramos vampiras normais, não satisfeitas com o que éramos decidimos arrumar um jeito de sermos humanas de novo. – Mary explicou calmamente. – Entenda, eu tenho o poder de reviver as pessoas, mas eu não o uso, acho que a morte é a única coisa definitiva, só o uso em emergências... E a Lyah tem o poder de ver todo o seu passado. Então eu pensei: Se o meu poder revive, então se eu o usasse em mim mesma eu me tornaria humana de novo, porque tecnicamente eu estava morta então, eu retirei um pouco do meu veneno e nós duas bebemos. Não nos tornamos completamente humanas, mas já está bom assim. – Ela sorriu – Toda a gloria da imortalidade com os benefícios de ser humana... – Fiquei meio chocada e feliz ao mesmo tempo, sem nem, procurar eu já havia achado tudo que eu precisava. – Deve estar assustada né? – Elas riram. – Ah,. E nós também temos um escudo mental, não da pra ler nossas mentes.
-Eu... Eu... Eu... – Eu não conseguia dizer nada, mas me recuperei do choque. – Preciso que me façam um favor, nem conheço vocês direito mas... - Então eu contei toda a minha história, desde quando mudei pra Forks até o incidente de hoje e pedi que tentassem me transformar em humana...
- É arriscado Mary, mas eu vi tudo, a história dos dois, e é tão intenso o amor que eles sentem um pelo outro – Lyah disse suspirando – Acho que devemos tentar.
- Sim, mas eu acabei de ter uma idéia. – Ela sorriu – Eu acho que se injetarmos o veneno teria mais efeito. Talvez ela se torne COMPLETAMENTE humana... – Eu sorri com essa palavras, era tudo que eu queria ouvir. – Mas o que vai dizer ao Edward Bella?

~*~*~*~*~*~

A visitas das irmãs meias-vampiras não se estendeu muito, elas ficaram três dias conosco. Logo depois de nossa conversa Os Cullen chegaram, e de nada desconfiaram. E no tempo que elas ficaram aqui percebi que a mais velha, Lyah, tinha um certo interesse por Edward, o jeito que ela o olhava...
Edward não conseguia ouvir os pensamentos das duas, e Alice também não via nada no futuro que as envolvesse, então ninguém além de nós três sabia do nosso plano. Eu tinha um pouco de medo, pois eu não sabia se daria certo, e o que eu diria a Edward. Eu não queria magoá-lo, ele foi muito importante na minha vida, mesmo eu amando mais a Jacob eu ainda o amava, e seria eternamente grata por tudo que ele e sua família fizeram por mim, todas as vezes que ele me salvou... Mas eu também tinha muito a agradecer a Jake, que me salvou da escuridão da depressão...
As irmãs Blakullen moravam no Brasil, mais exatamente na Amazônia. Viviam isoladas do contato humano, porque só Deus lá sabe, já que elas também eram vegetarianas. Combinei com elas que assim que elas fossem embora eu iria ao Brasil, eu inventaria qualquer desculpa. E no dia que elas foram embora Lyah me lançou um olhar estranho, e eu acabei tendo uma idéia. Eu podia deixar uma carta par Edward.

~*~*~*~

Alguns dias depois eu e Edward estávamos no nosso chalé, quando ele começou a me dizer algumas coisas que me deixaram incomodada.
- Bella... Por acaso você sabe por que Seth não vem mais aqui desde que nós voltamos de Denali? – Ele perguntou insinuante. Será que ele estava desconfiando de algo?
- Acho que ele deve estar ocupado com algo da matilha. Ele veio aqui enquanto estavam em Denali, disse que a rondas dele aumentaram... – Ainda bem que depois que eu virei vampira passei a mentir melhor.
- Humm... Achei que ele estaria mais folgado, agora que Jacob voltou. – Merda. Merda. Merda! Como ele sabia?
- Humm? O quê? Jacob voltou? – Eu me fiz de desentendida e fiz uma cara de surpresa.
- Pensei que soubesse... bem agora sabe. Eu acho que Seth está evitando vir aqui pois tem algo que ele não quer que agente fique sabendo. – Edward deu de ombros.
- Talvez... – Eu concordei. Fiquei com medo de Edward estar desconfiando.
- Bella, Alice teve ma visão hoje mais cedo. – Eu gelei. Será que ela tinha viso algo em relação aos meus planos? – Ela te viu escrevendo uma carta... Para mim. – Ai meu Deus... Ferrou tudo!
- Uma carta? Eu não pretendia escrever uma... Sobre o que era? – Eu tinha que admitir: Eu atuava bem.
- Sobre alguma coisa sobre ir ao Brasil, ter que fazer isso sozinha... Algo sobre ter feito a escolha errada... – Eu fiquei rígida com aqueles palavras. – Unf... Era verdade não era? – Ele me olhou nos olhos.
- Eu... Eu... Edward eu... – Eu suspirei.
- Calma Bella. Você sabe que eu não ligo pra quem escolher, contanto que esteja feliz. Você deve ter pedido a ajuda da Mary não foi? – Eu fiz que sim com a cabeça e ele suspirou – Seja feliz. – Foi apenas o que ele disse, e eu senti que a discussão tinha acabado ali.




Autora: Mary_Twilighter

3 comentários:

Carla Black disse...

Eita, ideia interessante, voltar a ser humana...ansiosa pelo proximo capitulo..

essa fic promete fortes emoções...

bjs a autora e parabéns

Carla Black disse...

MENINAS PASSANDO PRA DEIXAR UM BIG BJ PRA VCS...

LORYSBLACK E FERNANDA ESTAMOS JUNTAS NESSA AQUI TAMBEM!!!!!!!!!


TEAM JACOB FOREVER!!!!!!!!!!!!

lorysblack disse...

NOSSA ASSIM FOI MUITO FACIL E RAPIDO!!!!
SEJA FELIZ???SEM LUTAR??SEM BRIGAR???AI TAH ESTRANHO ISSO AKI VIU!!!!!
E VOLTAR A SER HUMANA???INTERESSANTE!!!!MEIO HUMANA ACHO MAIS INTERESSANTE AHH SEI LA!!!!
VOU ESPERAR O PRÓXIMO NEH!!!!

CARLA TUDOO JUNTO E MISTURADO AKI TBM MULHER!!!!
fER DEMORO HJ EIN SUA CORUJA!!!!BJO PRA TI

TEAMS JACOB UNIDAS JA MAIS SERÃO VENCIDAS KKKK!!

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.