Sejam Bem Vindos ao Blog Twilight A Saga Contínua!!! Comentem As Fics!

Capitulo 16 - Magoa

O sorriso de Alice se tornou enorme, enorme mesmo.



Se eu ainda fosse humana, teria ficado com medo, de todos aqueles dentes expostos.



—Bella... —Alice começou a dizer quase pulando pelo balcão de tanto que quicava de ansiedade.



—Sim em que posso ajuda-los—Tentei manter meu tom de voz seco como minhas palavras e também fingir não ver que Ângela e Ben, Mike e Jéssica, estavam com a boca aberta.



Muito menos que Jéssica estava quase incoerente de tanto que repetia “Ele voltou”



—Eu... —Edward começou a dizer, quando viu minha expressão endurecer se corrigiu—Nós,gostaríamos de falar com você um momento.



—Se querem comprar algo, Katie pode auxiliá-los.



—Não. Queremos falar com você.



—No posso. Estou em horário de trabalho. —Só mais um pouquinho de tempo. Só mais um pouquinho de tempo.



Eu cantarolava mentalmente.



E tentava deixar qualquer emoção longe do meu rosto.



Mais por dentro eu estava desesperada para adiar essa conversa o maximo possível.



—Tudo bem então. —Alice me olhou feio. —Vamos comprar!



—Katie?Você poderia auxiliar os Cullen, por favor. —Eu chamei, talvez desse tempo de eu escapar pela porta dos fundos...



—Claro Bella. —Katie sorriu para Edward em expectativa. —Do que precisam?



—Queremos que você nos atenda. —Alice disse com um sorriso malicioso.



Eu trinquei os dentes e olhei para Mike e os outros que fingiam está conversando, mais olhavam pelo canto dos olhos para nós o tempo todo.



Droga eu teria que atende-los!



Isso era golpe baixo.



Então querem jogar duro?Tudo bem... Vamos jogar!



—Tudo bem Katie. Deixe comigo. —Depois acrescentei com uma voz cínica. —Do que precisam?Sacos de dormi?Comida desidratada?



Alice estreitou os olhos.



Edward apenas me olhava com uma expressão indecifrável.



—É queremos um saco de dormi, para começar. —Alice começou como que para me provocar. — Pode nos mostra os que vocês têm?



—Claro — Disse por entre dentes.



Circulei o balcão e segui para a prateleira da frente.



—Temos três marcas diferentes. Duas delas são altamente impermeáveis. E aquecem muito bem.



—Pare com isso agora mesmo Bella. —Alice falou me encarando.



—São muito boas... apresentam desgaste depois de muito tempo. Poderia acampar por dois anos e ainda estariam novas quando terminassem. — Eu falei só para provocar — E então, quer que pegue algum deles para poderem ver?



—Sabe muito bem que isso não vai adiantar nada...



—Os tamanhos são variados só estamos em falta com o tamanho P. —Fingir medi Alice com os olhos.



—Isabella!



—O tamanho M não tem muita diferença na largura mais no comprimento pode ser um pouco grande. —Continuei fingindo atendimento.



Eu ainda podia ouvir os sussurros —quer dizer a fofoca.



“Você sabia que eles tinham voltado?” — Jéssica cochichou para Ângela.



“Não eu não sabia” — Ela respondeu pouco a vontade com o começo da fofoca que certamente faria Jéssica quase explodir de alegria.



“Eu também não.” — Mike falou um pouco mais alto que um cochicho. — “Eu pensei que Bella estava com aquele cara de La Push...”



Alice continuou a ameaçar.



—Sabe que não vai poder fugir de nós eternamente...



—Temos também novas barracas que são muito boas, poderiam até dispensar o uso do saco de dormi...Se caso houvesse uma nevasca poderia ficar dentro delas que continuariam quentes.



—Quer saber?Já vi que vai conversar conosco... Portanto nem se incomode em continuar.



Argh!Eu nunca ia conseguir me livrar dela.



Comecei a me virar para o balcão.



—Tudo bem Bella isso pode ser do jeito fácil ou difícil. Você é quem escolhe...



—Basta Alice! —Edward falou pela primeira vez. —Bella, por favor, só queremos falar com você. Por favor. Um minuto.



“Eles estão brigando?” Jéssica perguntou para ninguém especificamente mais o tom de sua voz era feliz. Nojenta!



—O que vocês querem de mim? —Eu sussurrei para que não corresse o risco dos outros me ouvirem.



Mais também porque minhas palavras saíram sufocadas diante do medo que eu sentia da resposta que poderia receber.



Eu sabia que não precisava ser tão dura com eles. Mais agora que Edward sabia de Ness ele poderia tentar tira-la de mim.



—Quero falar com você sobre... Sobre minha filha. —Edward também manteve a voz baixa.



—Sua filha? —Eu estava quase rosnando.



Meus medos pareciam estar tomando forma... Ele tentaria tira-la de mim?



—Independente do que aconteceu conosco... Do que te fiz. Entendo perfeitamente se não quiser mais me ver... —Essas palavras pareciam sair de sua boca com um esforço imenso. Ele respirou mais uma vez, profundamente, e falou baixo, não para os outros não ouvirem mais com uma emoção que não consegui identificar — Renesmee é minha filha você não pode me tirar do mundo dela.Não pode me manter afastado.



—Tirar você do mundo dela? —Eu perguntei incrédula e muito alto, quase gritando.



Agora Jéssica e os outros me encaravam abertamente.



Como ele ousa?



Como ele ousa vir fazer exigências a mim como se eu fosse a culpada por Nessie não o ter conhecido?



Eu estava resistindo arduamente ao impulso de rosnar—meus dentes já estavam praticamente expostos em uma careta furiosa.



—Calma Bella. Não quis dizer assim.



—Não?O que você quis dizer então! —Eu praticamente gritei.



— Você mentiu para minha família dizendo que ela era do seu marido. Sinceramente o que estava pensando?Que poderia mantê-la em segredo?Que nunca saberíamos de sua existência?Você fugiu quando eu descobrir... Manteve-se afastada... Escondida em La Push. —Seu tom de voz ficou vazio a medida que as palavras saiam— Penso que vai tentar me manter longe



dela. —Ele respirou fundo e endireitou os ombros—Não sei como frasear isso adequadamente ...Imagino que vá soar cruel.Mas eu sou o pai dela, tenho direitos...



Agora eu estava vendo vermelho.



A raiva que eu sentia era tão forte que chiava meus ouvidos e nublava minha visão.



Aí eu estava quase gritando: dando um ataque “Charlie-eco”.



—Direitos? —Eu rosnei—Você não é nada!Renesmee já tem um pai! —Eu sabia que o que estava falando era extremamente maldoso, sabia que o feria profundamente com essas palavras. Mas ele não tinha o direito de vir me exigir nada agora. E a raiva me cegava dificultando pensar com clareza. Eu não queria pensar com clareza, a idéia de perder minha filha era apavorante. —Eu não menti para sua família.Jacob e o pai de Renesmee, sempre foi e sempre será!Ela não precisa de você... Você nunca esteve aqui!



Eu estava quase chorando — porque essas palavras se aplicavam a mim:



Porque ele não estava aqui por mim...



Quando mais precisei dele.



Ele nunca esteve!



Autora:Nick_Fic

1 comentários:

lorysblack disse...

aI SÓ KERIA QUE O jAKE tivesse o IMPRINTING com a Bela!!!!!!!Os dois Juntos pelo mesnos aki neh!!!!!!

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.